Fórum Permanente de Sociedade e Desenvolvimento “Impactos Sociais, Econômicos e Ambientais de Eventos Meteorológicos Extremos”

No dia 22 de junho de 2017, será realizado o Fórum Permanente de Sociedade e Desenvolvimento “Impactos Sociais, Econômicos e Ambientais de Eventos Meteorológicos Extremos”, no Auditório do Centro de Convenções da UNICAMP. As inscrições podem ser feitas pelo site dos Fóruns Permanentes.
O Brasil é um país em que raramente ocorrem desastres naturais de grande amplitude relacionados à atmosfera como furacões e tornados de grande intensidade, contudo, é um país com um grande número de eventos intensos e extremos que impactam fortemente a sociedade e a economia. Esses eventos são ainda mais amplificados pela grande vulnerabilidade dos centros urbanos e pela falta de instrumentos de monitoramento e previsão imediata dos eventos severos. Campinas foi surpreendida por um evento meteorológico extremo no dia 05 de junho de 2016. Com este fórum, propomo-nos aprofundar a discussão sobre eventos meteorológicos extremos no contexto da previsão exigida e pelo impacto causado por eventos dessa natureza. A vulnerabilidade atual é sem precedentes, com uma população crescente e uma urbanização cada vez mais acentuada produzindo zonas de risco. Os eventos extremos provocam impactos nunca antes observados, trazendo à ciência um grande desafio que só pode ser ultrapassado por articulações multi e interdisciplinares que aliem diferentes instituições e níveis de gestão.
O evento é organizado por Ana Maria H. de Ávila (CEPAGRI), Claudia C. Pfeiffer (LABEURB/NUDECRI), José Teixeira (FEAGRI), Luiz Vieira (FEC), Marta Azevedo (NEPO).


Fórum Permanente de Sociedade e Desenvolvimento “Impactos Sociais, Econômicos e Ambientais de Eventos Meteorológicos Extremos”,
Data: 22 de junho de 2017
Horário: 9h às 17h 
Local: Auditório do Centro de Convenções da UNICAMP
Programação:
• Manhã
9 h – Abertura 
9h30 – Estado da arte da previsão em curto prazo – Luiz Augusto Machado (CPTEC/INPE) – Debatedora: Ana de Ávila (CEPAGRI/UNICAMP)
10h00 – Cidades Resilientes - Sidnei Furtado Fernandes (Diretor da Defesa Civil de Campinas e Coordenador Regional) – Debatedora: Andréa Koga (pesquisadora colaboradora do CEPAGRI e pesquisadora colaboradora da Plataforma ABC)
10h30 – Coffe Break
10h45 – Eventos extremos no ambiente hidrológico urbano de Campinas – desafios e soluções – Antonio Carlos Zuffo (FEC/UNICAMP) – Debatedor: José Teixeira Filho (FEAGRI/UNICAMP)
11h15 – Debate
12h30 – Almoço
• Tarde
14h00 – Mudanças na intensidade dos ventos e suas consequências no dimensionamento de estruturas civis – Acir Mércio Loredo-Souza (UFGRS) – Debatedor: Luiz Vieira (FEC/UNICAMP)
14h30 – Segurança Humana no contexto dos desastres – Norma Valêncio (UFSCar) – Debatedora: Marta Azevedo (NEPO/UNICAMP)
15h00 – Coffe Break
15h15 – A questão da linguagem nas relações entre as diferentes instituições e a sociedade – Solange Leda Gallo (UNISUL) – Debatedora: Claudia Pfeiffer (LABEURB/UNICAMP)
15h45 - Debate
17h00 - Encerramento