inscrição

As inscrições foram encerradas
III Jornada e-Urbano - Sujeitos e Sentidos nas Margens: há um fora do digital?

A III Jornada e-Urbano: "Sujeitos e Sentidos nas Margens: há um fora do digital?" tem como objetivo reunir professores-artistas, professores-pesquisadores, professores, artistas, estudantes, passantes, interessados, curiosos, e outros que não cabem nessas categorizações, em torno da questão “há um fora do digital?” Essa pergunta é o eixo norteador dos debates do evento, pois compreendemos que o digital foi assumindo um lugar central na ordem da vida, da sociedade, da cidade, da economia, das relações sociais e políticas, a saber, na discursividade do mundo.

Nessa perspectiva, o evento colocará em debate, por meio dos sentidos produzidos pela Arte, pela Educação, pelas Ciências da Linguagem, pelas Ciências Sociais, as Ciências da Informação e a Computação, questões sobre o mundo que estamos construindo e sobre os processos de significação que nele têm se produzido. Que sociedade vislumbramos num mundo em que as relações sociais, políticas, com o conhecimento, com a linguagem, estão cada vez mais significadas pelo digital, pelo imaginário de um mundo global, digital, interconectado e homogêneo? Essa é uma das questões que nos movem pelas margens dos sentidos.

A conferência de abertura contará com tradução e transmissão online, bem como as mesas que acontecerão no Auditório do Labeurb. A participação na programação em espaços fora do Labeurb será apenas presencial.

Comissão organizadora

Coordenação Geral do Evento: Cristiane Dias

André Silva Barbosa
Alan Kern
Cida Grecco
Cleyton Torres
Dayane Machado
Deborah Pereira
Guilherme Ferragut
Jaqueline Stênico
Mariana Garcia Castro Alves
Olívia Couto
Renan Possari
Romulo Osthues
Viviane de Freitas

Equipe técnica
Fábio Bastos
Jorge Abrão
Kelma David

Jean-Jacques Schaller possui doutorado em Sociologia pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, professor da Faculdade de Letras e Ciências Humanas da Universidade Paris 13, onde também trabalha como Mestre de Conferências em Ciências da Educação. Faz parte do grupo de pesquisa EXPERICE e seu mais recente livro - L’intervention Sociale à l’épreuve des Habitants – foi publicado em 2013 pela Editora l’Harmattan.
Sandra Wrobel Straub é doutora em Linguística na área de Análise de Discurso pelo IEL/UNICAMP e professora da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Suas pesquisas se concentram nas seguintes áreas: Tecnologias de Informação e de Comunicação, ProInfo, Políticas Públicas, Educação a Distância, Tecnologia Assistiva, capacitação de professores e pesquisa em Educação.
Maristela Cury Sarian é doutora em Linguística na área de Análise de Discurso pelo IEL/UNICAMP e professora da área de Língua Portuguesa na Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Atua também como professora e vice-coordenadora no Programa de Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) - Unidade UNEMAT/Cáceres. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística, Língua Portuguesa e nos Estudos da Tradução.
Valeska Fortes de Oliveira possui doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-doutorado pela Faculdade de Ciências da Educação da Universidade de Buenos Aires, Argentina. É professora do Centro de Educação da UFSM e lá coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social (GEPEIS). Também tem desenvolvido pesquisas focadas em Cinema e formação de professores. Integra a Rede Latino-americana de Cinema e Audiovisual - KINO. É membro da Associação Iberoamericano de Docência Universitária (AIDU) e da Rede Sulbrasileira de Investigadores da Educação Superior.
Cláudia Pfeiffer é doutora em Linguística na área de Análise de Discurso pelo IEL/UNICAMP e exerce suas atividades científico-acadêmicas no Laboratório de Estudos Urbanos (LABEURB/NUDECRI/UNICAMP). Atua principalmente, nas seguintes linhas de pesquisa: Análise de Discurso, Saber urbano e Linguagem, Ensino, História das Ideias Linguísticas e Divulgação Científica. Coordena o Grupo Interdisciplinar de Pesquisas em Políticas de Saúde GIPS. -
Fernando Masanori possui graduação em Computação pela Universidade de São Paulo (IME-USP) e mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Atualmente é docente da FATEC São José dos Campos e seus principais interesses de pesquisa são: Algoritmos, Estrutura de Dados, Business Intelligence, Data Warehouse, Python, Pentaho, NoSQL, Google Technology. Ministrou cursos no Congresso da Abraji, no Curso Abril de Jornalismo e na Folha SP.
Débora Sögur Hous estuda jornalismo na Universidade Federal do Paraná e descobriu, através da análise de dados do Portal de Transparência do Governo Federal, um sistema que desviava dinheiro destinado a bolsistas universitários. Sua pesquisa no Portal durou cerca de dois anos e, durante este tempo, desenvolveu ferramentas para sistematizar as informações obtidas.
Estela Domínguez Halpern integrante da Cátedra Datos desde 1997, possui formação em Sociologia e Ciências da Educação pela Universidade de Buenos Aires, Argentina. É consultora na área de Educação Técnica Profissional do Ministerio de Educación de la Nación, realizando diversos trabalhos junto a docentes de nível médio e profissional na Argentina. Sua pesquisa atual aborda a dinâmica e imbricação entre a modernidade, tecnologia e sociedade, focalizando os processos de convergência no qual nos encontramos imersos.
Rafael Evangelista é mestre em Linguística e doutor em Antropologia Social pela Unicamp. Atua como professor-coordenador do Mestrado em Divulgação Científica e Cultural e como pesquisador no Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo – Labjor/NUDECRI/Unicamp. Também tem formação em jornalismo científico, com forte atuação nos temas software livre e tecnologias da informação. Integra a LAVITS – Rede Latino-americana de Estudos sobre Vigilância, Tecnologia e Sociedade
Vinícius W. O. Santos possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal de Viçosa e Mestrado em Divulgação Científica e Cultural pela Universidade Estadual de Campinas. É Doutor em Política Científica e Tecnológica pelo IG/UNICAMP. Suas pesquisas atuam principalmente nos seguintes temas: inclusão digital, software livre e políticas de internet. Atua no CGI - Comitê Gestor de Internet no Brasil. -
Eni Orlandi é doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo e pela Universidade de Paris/Vincennes. Fundadora e pesquisadora do Laboratório de Estudos Urbanos (LABEURB) da Unicamp, introduziu os estudos de Análise de Discurso no Brasil e atualmente é professora e coordenadora do Programa de Pós Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí – Univás e professora-colaboradora do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp.  -
Filarmônica de Pasárgada foi formada em 2008, reunindo alunos do curso de música da ECA-USP. Em 2013, lançou o seu primeiro disco - O Hábito da Força - que colocou o grupo entre as principais bandas da música independente paulistana. Também foi vencedora e premiada em importantes festivais de música pelo país.
João Júnior migrou do Rio Grande do Norte para São Paulo em 2008, é diretor artístico, ator, produtor e membro fundador do Coletivo Estopô Balaio, grupo formado principalmente por artistas migrantes que desenvolve intervenções de arte pela cidade de São Paulo. O Coletivo já ganhou diversos prêmios com apresentações nacionais e internacionais. Na tentativa de reinventar a cidade para praticá-la, o coletivo se distancia do centro e se aproxima de outras cidades e outros modos de vida.
Greciely Costa possui mestrado e doutorado em Linguística na área de Análise de Discurso pela Universidade Estadual de Campinas, com doutorado sanduíche na Université de Paris XIII, em Paris. Atualmente, é professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí – Univás. É coordenadora do Projeto de Pesquisa Imagens em suas discursividades. -




Vagas esgotadas.