Verbetes:
adapta├ž├úo ├ás mudan├žas clim├íticas
albergue
amolador
analfabetismo-alfabetiza├ž├úo
andarilho
aprender-ensinar
aquecimento global
arrua├ža
arruaceiro
artista
artista de rua
assentamento
aterro sanitário
aux├şlio moradia
bairro
bairro-educador
bairro-escola
benevolo, leonardo (1923-)
bicicletário
bicicletário (foto)
bifobia
bilhete ├║nico
bonde (foto)
buzina├žo
cal├žada
cal├žad├úo
camel├┤
cão e urbanidade
cartilha
casa
casa e corrida (foto)
catador
censo
centro
centro de estudos da metr├│pole
centro, revitaliza├ž├úo (foto)
ciber
ciberbullying
cibercondria
cibercultura
ciclista, ciclofaixa (foto)
cidad-e
cidadania
cidadão
cidade
cidade dormit├│rio
cidade escola
cidade global
cidade-alfa
cisg├Őnero
coletivo
com├ęrcio ilegal
comunidade
comunidade
condom├şnio
condom├şnio de luxo
condom├şnio fechado
condom├şnio horizontal
congestionamento (foto)
container de lixo (foto)
contrabando
conurba├ž├úo
corpografia
corrup├ž├úo
corti├žo
crime
cr├┤nica urbana
cultura e espa├žo
den├║ncia
denuncismo
desastre natural
disciplina
domic├şlio
droga
elevado
enchente
escola
escola de samba
espolia├ž├úo urbana
estelionato
eutopia
exclusão espacial
favela
favela
faveliza├ž├úo
feminismo
flanelinha
fobia
forma escolar
fragmenta├ž├úo econ├┤mica
fragmenta├ž├úo espacial
fragmenta├ž├úo social
furto
gari
globalization and world cities research network (gawc)
guardador de carros
habitante
h├şdrico
hist├│ria da cidade (livro)
homic├şdio
ignorância
inclusão espacial
instituto brasileiro de geografia e estat├şstica (ibge)
integra├ž├úo (transporte)
internetês
invasão
ipcc (painel intergovernamental sobre mudan├žas do clima)
janelas
laborat├│rio de estudos urbanos
lagoa
lagoa (foto)
lambe-lambe
largo
lembran├žas escolares
lesbofobia
lixão
lixeiras (foto)
lixeiro
lixo
lote
loteamento
machismo
malabar
mancha urbana
manifesta├ž├úo
marginal
marginalidade
megal├│pole
memória metálica
mendigo
metr├│pole
metr├│pole (foto)
metr├│pole e cultura
metr├│pole e tr├ífego (v├şdeo)
metropoliza├ž├úo
minist├ęrio da sa├║de
minist├ęrio das cidades
minist├ęrio do trabalho e emprego
mitiga├ž├úo das mudan├žas clim├íticas
mobilidade
mocambo
monumento
moradia
morador
movimento pendular
mudan├ža clim├ítica
mulher
munic├şpio
munic├şpio
muro
n├┤made
observat├│rio das metr├│poles
ocupa├ž├úo
organiza├ž├úo mundial da sa├║de (oms)
organizador local
panela├žo
panfleteiro
patrick geddes
pedestre
pedinte
periferia
pesquisa nacional por amostra de domic├şlios (pnad)
pet
pipoqueiro
pirataria
pol├şcia
polissemia
popula├ž├úo em situa├ž├úo de rua
popula├ž├úo residente
pra├ža
pra├ža adotada
pra├ža de alimenta├ž├úo
pra├ža hist├│rica (foto)
pra├ža identit├íria
pra├ža seca
pra├ža seca (foto)
prisma faces entrela├žadas
puxadinho
região metropolitana
rodovia e região metropolitana (foto)
romeiro
roubo
rua
ruão
ru├şdo urbano
saber urbano e linguagem
saltimbanco
santidade
sa├║de (na constitui├ž├úo)
seguran├ža p├║blica
sem-carro
sinaleiro
solo urbano
sorveteiro
sub├║rbio
telecentro
trabalho informal
tráfego (foto)
tráfico
transeunte
transfobia
transporte
transporte aquaviário
transporte ferroviário
transporte rodoviário
transporte urbano
trecheiro
utopia
vadia
vagabundo
varredor
vazio urbano
viaduto

pra├ža seca

Jos├ę Horta Nunes


A praça seca é hoje comum nas regiões centrais ou em outras localidades bastante frequentadas. Trata-se de um espaço amplo e vazio, sem assentos nem jardins extensos ou outros pontos que impeçam a circulação dos pedestres. É uma praça multifuncional, que serve para a circulação dos transeuntes e também pode ser equipada e ocupada em grandes eventos, como shows, apresentações, festas, comemorações, feiras, etc.

Geralmente, a praça seca abriga uma multidão diversa, o que é uma característica desses espaços centrais amplos. Frequentam tais espaços sujeitos de procedência variada e não apenas um ou outro grupo comunitário. Com projetos contemporâneos, a praça seca é uma das que são contempladas atualmente.

F. Borba aponta algumas formas e usos que são previstos em projetos de praças na contemporaneidade, dentre os quais salientamos para a praça seca:

"- formalismo gráfico como contraponto à praça ajardinada;
- cenarizações;
- direcionamento do uso para a passagem de pedestres e a circulação, com a criação de
esplanadas e a revalorização da praça seca;
- criação de espaços multifuncionais e adaptáveis, que podem ser utilizados pela população
das mais diversas formas." (ROBBA, 2003, p. 12)

Considere-se ainda que as praças secas vão de par com uma certa tendência à segurança e à vigilância do espaço público, na medida em que ela não favorece, a não ser quando há eventos, a permanência prolongada de sujeitos no local. Ela é observável, iluminada, vigiada por câmeras e não apresenta vegetações ou construções que permitam a comodidade, o pernoite, a ocultação. Se de um lado, traz condições para a segurança, por outro pode levar também à discriminação e à exclusão.

 

Bibliografia

AULETE DIGITAL – O DICIONÁRIO DA LÍNGUA PORTUGUESA. Disponível em: http://www.aulete.com.br/ru%C3%A3o#ixzz3UbUoZwXK. Acesso em 17 de março de 2015.

NUNES, J. H. Praças Públicas na contemporaneidade: história, multidão e identidade. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, 53(2): 157-168, Jul./Dez. 2011.

ROBBA, F. Praças Brasileiras. 2ª ed. São Paulo: EDUSP: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2003.

Palavras-chave:

megaevento
  -solo urbano

popula├ž├úo em situa├ž├úo de rua
  -viaduto
  -trecheiro
  -mendigo
  -popula├ž├úo em situa├ž├úo de rua
  -lixo
  -exclus├úo espacial
  -pra├ža
  -sinaleiro
  -albergue
  -n├┤made

espa├žo p├║blico
  -lixo
  -lix├úo
  -ru├úo
  -arruaceiro
  -arrua├ža
  -loteamento
  -fragmenta├ž├úo social
  -pra├ža
  -sinaleiro
  -cal├žada
  -pra├ža adotada
  -monumento
  -catador
  -varredor
  -gari
  -artista de rua
  -camel├┤
  -com├ęrcio ilegal
  -container de lixo (foto)
  -lagoa (foto)
  -casa e corrida (foto)
  -lixeiras (foto)
  -pra├ža seca (foto)
  -pra├ža hist├│rica (foto)
  -centro, revitaliza├ž├úo (foto)
  -biciclet├írio (foto)

centro
  -munic├şpio
  -bairro
  -favela
  -invas├úo
  -ocupa├ž├úo
  -corti├žo
  -comunidade
  -morador
  -habitante
  -moradia
  -casa
  -centro
  -sub├║rbio
  -periferia
  -marginal
  -marginalidade
  -janelas
  -fragmenta├ž├úo espacial
  -fragmenta├ž├úo social
  -pet
  -condom├şnio
  -condom├şnio de luxo
  -biciclet├írio
  -cal├žad├úo
  -pra├ža de alimenta├ž├úo
  -pra├ža hist├│rica (foto)
  -centro, revitaliza├ž├úo (foto)

pedestre
  -sem-carro
  -transporte urbano
  -elevado
  -integra├ž├úo (transporte)
  -ru├úo
  -sinaleiro
  -cal├žada
  -cal├žad├úo
  -largo
  -andarilho
  -pedestre
  -romeiro
  -transeunte
  -pra├ža seca (foto)
  -pra├ža hist├│rica (foto)
  -ciclista, ciclofaixa (foto)

circula├ž├úo
  -lote
  -loteamento
  -denuncismo
  -sinaleiro
  -cal├žad├úo
  -pra├ža seca (foto)

lazer
  -transporte urbano
  -integra├ž├úo (transporte)
  -utopia
  -c├úo e urbanidade
  -lagoa
  -condom├şnio fechado
  -biciclet├írio
  -pra├ža
  -amolador
  -bonde (foto)
  -lagoa (foto)
  -casa e corrida (foto)
  -congestionamento (foto)
  -pra├ža seca (foto)
  -pra├ža hist├│rica (foto)

festa
  -arrua├ža
  -panela├žo
  -pipoqueiro

vazio urbano
  -vazio urbano
  -condom├şnio

pra├ža
  -condom├şnio
  -pra├ža
  -largo
  -pra├ža adotada
  -pra├ža identit├íria
  -pra├ža de alimenta├ž├úo
  -artista de rua
  -pipoqueiro
  -n├┤made
  -pra├ža seca (foto)
  -pra├ža hist├│rica (foto)

pra├ža seca
  -pra├ža
  -pra├ža seca (foto)

pra├ža adotada
  -pra├ža
  -pra├ža adotada
  -pra├ža identit├íria

pra├ža identit├íria
  -pra├ža

pra├ža hist├│rica
  -pra├ža
  -pra├ža hist├│rica (foto)

pra├ža de alimenta├ž├úo
  -pra├ža
  -pra├ža de alimenta├ž├úo

jardim
  -pra├ža

multidão
  -pra├ža de alimenta├ž├úo
  -casa e corrida (foto)
  -pra├ža seca (foto)

multifuncionalidade
  -largo

evento
  -pra├ža seca (foto)

show

apresenta├ž├úo

feira
  -saltimbanco
  -pra├ža seca (foto)

formalismo

contemporaneidade

formaliza├ž├úo

esplanada




Noções: