Verbetes:
adaptaĆ§Ć£o Ć s mudanƧas climĆ”ticas
albergue
amolador
analfabetismo-alfabetizaĆ§Ć£o
andarilho
aprender-ensinar
aquecimento global
arruaƧa
arruaceiro
artista
artista de rua
assentamento
aterro sanitƔrio
auxĆ­lio moradia
bairro
bairro-educador
bairro-escola
benevolo, leonardo (1923-)
bicicletƔrio
bicicletƔrio (foto)
bifobia
bilhete Ćŗnico
bonde (foto)
buzinaƧo
calƧada
calƧadĆ£o
camelƓ
cĆ£o e urbanidade
cartilha
casa
casa e corrida (foto)
catador
censo
centro
centro de estudos da metrĆ³pole
centro, revitalizaĆ§Ć£o (foto)
ciber
ciberbullying
cibercondria
cibercultura
ciclista, ciclofaixa (foto)
cidad-e
cidadania
cidadĆ£o
cidade
cidade dormitĆ³rio
cidade escola
cidade global
cidade-alfa
cisgƊnero
coletivo
comƩrcio ilegal
comunidade
comunidade
condomĆ­nio
condomĆ­nio de luxo
condomĆ­nio fechado
condomĆ­nio horizontal
congestionamento (foto)
container de lixo (foto)
contrabando
conurbaĆ§Ć£o
corpografia
corrupĆ§Ć£o
cortiƧo
crime
crƓnica urbana
cultura e espaƧo
denĆŗncia
denuncismo
desastre natural
disciplina
domicĆ­lio
droga
elevado
enchente
escola
escola de samba
espoliaĆ§Ć£o urbana
estelionato
eutopia
exclusĆ£o espacial
favela
favela
favelizaĆ§Ć£o
feminismo
flanelinha
fobia
forma escolar
fragmentaĆ§Ć£o econĆ“mica
fragmentaĆ§Ć£o espacial
fragmentaĆ§Ć£o social
furto
gari
globalization and world cities research network (gawc)
guardador de carros
habitante
hĆ­drico
histĆ³ria da cidade (livro)
homicĆ­dio
ignorĆ¢ncia
inclusĆ£o espacial
instituto brasileiro de geografia e estatĆ­stica (ibge)
integraĆ§Ć£o (transporte)
internetĆŖs
invasĆ£o
ipcc (painel intergovernamental sobre mudanƧas do clima)
janelas
laboratĆ³rio de estudos urbanos
lagoa
lagoa (foto)
lambe-lambe
largo
lembranƧas escolares
lesbofobia
lixĆ£o
lixeiras (foto)
lixeiro
lixo
lote
loteamento
machismo
malabar
mancha urbana
manifestaĆ§Ć£o
marginal
marginalidade
megalĆ³pole
memĆ³ria metĆ”lica
mendigo
metrĆ³pole
metrĆ³pole (foto)
metrĆ³pole e cultura
metrĆ³pole e trĆ”fego (vĆ­deo)
metropolizaĆ§Ć£o
ministĆ©rio da saĆŗde
ministƩrio das cidades
ministƩrio do trabalho e emprego
mitigaĆ§Ć£o das mudanƧas climĆ”ticas
mobilidade
mocambo
monumento
moradia
morador
movimento pendular
mudanƧa climƔtica
mulher
municĆ­pio
municĆ­pio
muro
nƓmade
observatĆ³rio das metrĆ³poles
ocupaĆ§Ć£o
organizaĆ§Ć£o mundial da saĆŗde (oms)
organizador local
panelaƧo
panfleteiro
patrick geddes
pedestre
pedinte
periferia
pesquisa nacional por amostra de domicĆ­lios (pnad)
pet
pipoqueiro
pirataria
polĆ­cia
polissemia
populaĆ§Ć£o em situaĆ§Ć£o de rua
populaĆ§Ć£o residente
praƧa
praƧa adotada
praƧa de alimentaĆ§Ć£o
praƧa histĆ³rica (foto)
praƧa identitƔria
praƧa seca
praƧa seca (foto)
prisma faces entrelaƧadas
puxadinho
regiĆ£o metropolitana
rodovia e regiĆ£o metropolitana (foto)
romeiro
roubo
rua
ruĆ£o
ruĆ­do urbano
saber urbano e linguagem
saltimbanco
santidade
saĆŗde (na constituiĆ§Ć£o)
seguranƧa pĆŗblica
sem-carro
sinaleiro
solo urbano
sorveteiro
subĆŗrbio
telecentro
trabalho informal
trƔfego (foto)
trƔfico
transeunte
transfobia
transporte
transporte aquaviƔrio
transporte ferroviƔrio
transporte rodoviƔrio
transporte urbano
trecheiro
utopia
vadia
vagabundo
varredor
vazio urbano
viaduto

arruaceiro

JosƩ Horta Nunes


O dicionário é um observatório do aparecimento de neologismos na história, sobretudo aqueles que se estabilizam na língua. Considerada isoladamente, uma palavra nova é uma singularidade, mas quando ela se encaixa em uma série e essa série é remetida a certas condições sócio-históricas, ela se torna uma regularidade linguístico-discursiva. É o que acontece com a palavra arruaceiro, pois ela surge juntamente com outras palavras que significam os sujeitos como desordeiros ou como moralmente desqualificados (rueiro) e os acontecimentos também como sinais de desordem ou conflito (arruaça).

Em uma pesquisa que tomou como corpus oito dicionários de língua portuguesa desde R. Bluteau (1712-28), percebemos que no dicionário de Laudelino Freire (1939-44) aumentou a ocorrência de derivados da palavra rua que significavam sujeitos ou acontecimentos desordeiros. Além disso, observando no prefácio desse dicionário a menção a um sentido pejorativo de povo, como plebe , patuléia ou patuscada, concluímos que se trata de um mesmo discurso em que as palavras estavam ancoradas na primeira metade do século XX: o de uma visão depreciativa de povo, na medida em que as camadas populares ganhavam uma ascenção e ao mesmo tempo sofriam discriminações sociais (NUNES, 2013, p. 161-62).

Assim, a palavra arruaceiro, ao lado de muitas outras que significam os sujeitos populares, forma uma série que orienta sentidos para um espaço público cada vez mais diversificado e ao mesmo tempo conflituoso, perigoso, excludente. Podemos dizer que essa série continua a ser produtiva atualmente, mas os elementos vão sendo substituídos e, no mesmo momento em que, após longo declínio do espaço público, os sujeitos decidem voltar para a rua (“ir para a rua”, “manifestações de rua”, o “povo na rua”, etc.), destacam-se palavras como “marginal”, “terrorista”, “vândalo”, “ativista”, dentre outras, para significar uma parte considerada “perigosa” desses sujeitos, e nesse caso não se trata de um ou outro sujeito empírico, mas de sentidos que circulam mais amplamente na sociedade.


Bibliografia

BLUTEAU, Rafael. Vocabulário Portuguez e Latino. Lisboa: Colégio das Artes da Companhia de Jesus. 1712-1728.

FREIRE, Laudelino. Grande e Novíssimo Dicionário da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: A Noite, 1939-44.

NUNES, J. H. . A invenção do dicionário brasileiro: transferência tecnológica, discurso literário e sociedade. Revista Argentina de Historiografia Linguistica, v. 5, p. 159-172, 2013.

Palavras-chave:

rua
  -mendigo
  -elevado
  -ruĆ£o
  -arruaƧa
  -panelaƧo
  -espoliaĆ§Ć£o urbana
  -muro
  -praƧa
  -sinaleiro
  -calƧada
  -calƧadĆ£o
  -varredor
  -gari
  -flanelinha
  -pedestre
  -comĆ©rcio ilegal
  -trabalho informal
  -casa e corrida (foto)
  -bicicletĆ”rio (foto)
  -ciclista, ciclofaixa (foto)

exclusĆ£o
  -populaĆ§Ć£o em situaĆ§Ć£o de rua
  -exclusĆ£o espacial
  -malabar
  -praƧa identitĆ”ria

espaƧo urbano
  -mendigo
  -transporte urbano
  -integraĆ§Ć£o (transporte)
  -mancha urbana
  -ruĆ£o
  -arruaƧa
  -lote
  -loteamento
  -fragmentaĆ§Ć£o econĆ“mica
  -sinaleiro
  -calƧada
  -praƧa adotada
  -praƧa identitĆ”ria
  -praƧa de alimentaĆ§Ć£o
  -monumento
  -catador
  -pedestre
  -congestionamento (foto)
  -trĆ”fego (foto)

espaƧo pĆŗblico
  -lixo
  -lixĆ£o
  -ruĆ£o
  -arruaƧa
  -loteamento
  -fragmentaĆ§Ć£o social
  -praƧa
  -sinaleiro
  -calƧada
  -praƧa seca
  -praƧa adotada
  -monumento
  -catador
  -varredor
  -gari
  -artista de rua
  -camelĆ“
  -comĆ©rcio ilegal
  -container de lixo (foto)
  -lagoa (foto)
  -casa e corrida (foto)
  -lixeiras (foto)
  -praƧa seca (foto)
  -praƧa histĆ³rica (foto)
  -centro, revitalizaĆ§Ć£o (foto)
  -bicicletĆ”rio (foto)

marginal
  -municĆ­pio
  -bairro
  -favela
  -invasĆ£o
  -ocupaĆ§Ć£o
  -cortiƧo
  -comunidade
  -morador
  -habitante
  -moradia
  -casa
  -centro
  -subĆŗrbio
  -periferia
  -marginal
  -marginalidade
  -muro
  -pedinte

manifestaĆ§Ć£o
  -transporte
  -sem-carro
  -arruaƧa
  -panelaƧo
  -buzinaƧo
  -largo
  -organizador local

ruĆ£o
  -ruĆ£o
  -arruaƧa

arruaceiro
  -ruĆ£o
  -arruaƧa

arruaƧa
  -ruĆ£o
  -arruaƧa

rueiro
  -ruĆ£o

dicionƔrio
  -ruĆ£o
  -arruaƧa

Laudelino Freire
  -ruĆ£o

Rafael Bluteau
  -ruĆ£o

plebe
  -ruĆ£o

patuscada
  -ruĆ£o

marcha urbana
  -panelaƧo
  -buzinaƧo

patuleia

vĆ¢ndalo

terrorista

ativista

manifestaĆ§Ć£o de rua

ir pra rua

o povo na rua

perigoso

conflito
  -seguranƧa pĆŗblica




Noções: